sábado, 10 de maio de 2008

Xutos Xutos Xutos

Ontem lá fui à queima para ver Wraygunn e Xutos & Pontapés.
No verão já tinha visto Wraygunn ao vivo e noutra vez, há uns valentes anos, ouvi ao vivo Xutos (era pequenito e não consegui ver nada!)
Se os Wraygunn agradaram com o seu som rockabilly gospel, excentricidade do Paulo Furtado e beleza das meninas Raquel Ralha e Selma Uamusse, quem conquistou mesmo foram os Xutos.

Como se explica que uma banda com tantos anos de carreira, constituída por tipos com 50 anos de idade, consiga manter uma amalgama de fans que mistura os quarentões que os viram nascer para a música e os jovens adultos de 30's que os apanharam no auge da popularidade enquanto agarra a geração dos vintes e até dos teens de uma forma fascinante e dedicada?
É que o concerto de ontem era para conhecedores da obra com os grandes singles a serem deixados para o fim... Mais de metade do concerto era feito daquelas músicas que quase ninguém lembra... Que estavam perdidas lá para o meio dos cds. Eu envergonhadamente admito que a maioria delas só conhecia muito ligeiramente... MAS via muitos mocinhos e mocinhas nos seus 18 ou 19 anitos a cantá-las de cor! E com uma paixão que rivalizaria com a do Tim!
E os tipos são do mais cool que conseguem imaginar... Não precisam de muitos gritos, guitarras partidas, mostrar as tatuagens ou aparecer com escândalos na imprensa... Tudo flui com uma simplicidade rotinada mas nunca aborrecidamente rotineira.

Os Xutos & Pontapés são, sem margem para dúvidas, a maior banda portuguesa.

Agora fiquem com a música que ontem mais beijos apaixonados e lágrimas pesadas causou... É que até a chuva veio dar o seu contributo para a rara beleza do momento...

Para Sempre

Agora de volta à normalidade... Faltam 41 dias para o fim das aulas e do curso. E nem tenho conta para os trabalhos, apresentações e testes que ainda faltam fazer!
Um dos trabalhos será em turma... e será publicado num dos maiores jornais nacionais. Quando estiver feito e puder avançar datas falarei mais sobre isso.
Por enquanto é trabalhar e justificar a honra.

2 comentários:

aminhamaneira disse...

Agora percebes porque eu gosto tanto de Xutos?

Acho que sim...

E já lá vão 20 anos nisto! o tempo voa!

NM disse...

Eu já percebia porque também gosto dos tipos!

Mas já não ouvia há muito tempo e a colecção precisa de uma limpeza de pó.

Agora tenho a melhor das desculpas para reavivar a memória!